Michael Jackson diz na TV que pensa diferente

Michael Jackson disse que foi maltratado peals autoridades quando foi preso no mês passado, sob acusação de ter abusado sexualmente de um menor de 14 anos, e disse que sofreu deslocamento de um ombro ao ser algemado."Sinto bastante dor, Sinto dor o tempo todo", disse Jackson no programa 60 Minutos, da cadeia de televisão CBS, que transmitiu nesta noite uma entrevista com o astro pop, a primeira concedida por ele sobre o assunto.Jackson declarou-se inocente das acusações que pesam sobre ele, em um trecho da entrevista que foi divulgado previamente na sexta-feira e disse considerar normal dormir com crianças em sua cama. Hoje, a CBS divulgou a entrevista completa consedida por Jackson a Ed Bradley, em que ele diz que foi maltratado pela polícia, que também deixou seu rancho de Neverland (Terra do Nunca) "um desastre total". Representantes policiais de Santa Barbara responderam imediatamente a um telefonema e explicaram que o cantor foi tratado com justiça.Durante a entrevista, Ed Bradley pressionou Michael Jackson, que é pai de três filhos, a dizer se permitiria que eles dormissem com um homem de 45 anos. "As pessoas pensam em sexo", respondeu Jackson. "Eles pensam em sexo, mas minha mente não funciona assim, pois quando olho para as crianças, vejo neles o rosto de Deus e esta é a razão pela qual eu as amo tanto", acrescentou.

Agencia Estado,

28 de dezembro de 2003 | 23h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.