Michael Jackson deve perder catálogo dos Beatles

Michael Jackson está perto de se ver obrigado a passar para a Sony sua parte no catálogo dos Beatles, como forma de abater uma dívida milionária. Em 1985, o pop star comprou os direitos das canções do grupo pela bagatela de US$ 45 milhões. Em 1991, vendeu metade para a Sony por US$ 100 milhões. Em meados dos anos 90, usou a Sony como fiadora de um empréstimo de US$ 140 milhões, cuja garantia seriam os 50% restantes dos direitos.Segundo a Fox News Network, a gravadora está pronta para pagar o empréstimo e pegar o catálogo, que pode valer mais de US$ 500 milhões. Jackson estaria contando com as vendas do disco Invincible para tirá-lo da penúria, mas os números não foram tão bons: menos de 2 milhões de cópias vendidas nos Estados Unidos. Ainda que a Sony passe a ser dona do catálogo, ela ainda tem de dividir os direitos autorais com os compositores das canções: sobretudo Paul McCartney e os herdeiros de John Lennon.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.