Jens Meyer/AP
Jens Meyer/AP

Michael Jackson: carreira de 750 milhões de discos vendidos

Cantor lançou nove discos de estúdio em sua carreira solo, outros 13 no 'The Jackson 5' e 17 compilações

Associated Press e BBC,

26 de junho de 2009 | 09h31

O cantor Michael Jackson, morto na quinta-feira, 25, em Los Angeles, lançou nove discos de estúdio em sua carreira solo,  outros 13 no 'The Jackson 5'. 'Thriller', lançado em 1982, é o disco mais vendido da história da música. Segundo sua gravadora, em toda a carreira o cantor vendeu 750 milhões de discos.

som  TERRITÓRIO ELDORADO: playlist com os maiores hits de Michael Jackson

especial  ESPECIAL: linha do tempo com a carreira do cantor

A mistura singular de soul, funk e rock tornaram Michael Jackson o maior artista do pop no mundo. Com a presença vocal de artistas como Marvin Gaye e Stevie Wonder e a os movimentos de dança tão peculiares quanto os de James Brown, o sucesso de Michael Jackson ultrapassou fronteiras nacionais e raciais.

O primeiro passo do artista no mercado da música aconteceu em 1968, com a assinatura do contrato do grupo Jackson Five - formado por Michael e quatro de seus irmãos - com a gravadora Motown. Na época do lançamento do primeiro single, o artista tinha apenas 11 anos de idade.

O grupo se tornou o primeiro da história da música pop a ter quatro singles em primeiro lugar nas paradas de sucesso com as faixas I Want You Back, ABC, The Love You Save e I'll Be There. Não demorou para que Michael Jackson se tornasse o centro das atenções e superasse o sucesso dos irmãos.

Mas foi em meados da década de 70, enquanto Michael trabalhava no musical The Wiz â€" uma versão de O Mágico de Oz com elenco de atores negros, que ele conheceu o homem que o tornaria uma estrela e mudaria o mundo da música pop.  O produtor musical, compositor e arranjador Quincy Jones, autor de hits para artistas como Frank Sinatra e Aretha Franklin, transformou o talento do artista e ajudou na criação de um novo estilo musical.

A primeira colaboração entre os dois foi o álbum Off the Wall, de 1979. O disco foi o primeiro a ter quatro hits de um único artista entre os 10 primeiros sucessos da parada musical. Além da faixa título, Don't Stop Till You Get Enough, Rock With You e She's Out of My Life conquistaram o mercado da música.

Quatro anos mais tarde foi a vez de Thriller â€" o álbum que definiria a carreira de Michael Jackson. Sete das nove faixas que traziam uma mistura de disco, R&B e funk se tornaram hits e transformaram o disco no álbum mais vendido de todos os tempos, com pelo menos 65 milhões de cópias vendidas.

Foi também com Thriller que Michael Jackson imprimiu seu nome na história dos vídeo clipes. Depois de ter experimentado o meio com Off the Wall, Jackson elevou o vídeo clipe a um novo patamar.

O vídeo, de 14 minutos, custou cerca de U$ 500 mil e trazia efeitos especiais de última geração. Foi a partir de Thriller que a produção de um vídeo clip de sucesso se tornou uma espécie de obrigatoriedade para a carreira de qualquer estrela do pop. O vídeo também abriu as portas para a música negra no canal de televisão dedicado à música MTV.

Além do sucesso da carreira solo, Jackson também gravou uma série de duetos com Paul McCartney, que havia assinado uma das faixas de Off The Wall. Os dois realizaram diversas parcerias em discos e lançaram diversos hits como Say, Say, Say.

O fenômeno Michael Jackson parecia invencível até 1987, com o lançamento de Bad, o terceiro e último disco da parceria com Quincy Jones.  O disco fez cinco hits, incluindo Man in the Mirror e Dirty Diana, e também rendeu um vídeo de 17 minutos, dirigido por Martin Scorcese, para promover a faixa-título e uma turnê de um ano que se tornaria a mais lucrativa da história até aquele momento.

No album seguinte, Dangerous, de 1991, Michael trouxe uma música mais crua do que os discos anteriores.

Mas em 1995, a compilação History, com sucessos consagrados e material novo do artista, fracassou em encantar o público com a mesma intensidade dos trabalhos anteriores. O disco apareceu ligeiramente nas paradas de sucesso, apesar dos mais de U$30 milhões gastos em campanhas publicitárias â€" o maior orçamento já usado para promover um álbum.

Seu último disco de estúdio, Invencible, alcançou o número um das paradas americanas, mas vendeu bem menos do que os discos anteriores, 'apenas' 10 milhões de cópias.

Veja a relação dos discos do cantor:

Carreira solo:

Got To Be There 1972: número 14 na parada americana.

Ben 1972: número 5 da parada americana

Music & Me 1973: número 92 da parada americana

Forever, Michael: número 101 da parada americana

Off The Wall 1979 número 3 da parada americana (20 milhões de cópias) vendidas)

Thriller 1982: número 1 da parada americana (109 milhões de cópias vendidas)

Bad 1987: número 1 da parada americana (30 milhões de cópias vendidas)

Dangerous 1991: número 1 da parada americana (20 milhões de cópias vendidas)

History 1995: número 1 da parada americana (20 milhões de cópias vendidas)

Invencible 2001: número 1 da parada americana (10 milhões de cópias vendidas)

Caridade:

 

We Are The World  - 1985

Músicas número 1 das paradas:

'Ben' 1972.

'Don't Stop 'Til You Get Enough' 1979.

'Rock With You' 1980.

'The Girl Is Mine' 1982.

'Beat it' 1983.

'Billie Jean' 1983.

'Say Say Say' 1983.

'Bad ' 1987.

'I Just Can't Stop Loving You' 1987.

'The Way You Make Me Feel' 1987.

'Dirty Diana' 1988.

'Man In The Mirror' 1988.

'Black Or White' 1991.

'You Are Not Alone' 1995.

Compilações:

 

The Best of Michael Jackson 1975

One Day in Your Life 1981

18 Greatest Hits 1983

9 Singles Pack 1983

14 Greatest Hits 1984

Love Songs (with Diana Ross)1987

Singles Souvenir Pack 1988

Motown's Greatest Hits 1992

Tour Souvenir Pack 1992

The Best of Michael Jackson & The Jackson 5 1997

20th Century Masters - The Millennium Collection: The Best of Michael Jackson 2000

Greatest Hits: History, Vol. 1 2001

Number Ones 2003

Michael Jackson: The Ultimate Collection 2004

The Essential Michael Jackson 2005

King of Pop 2008

50 Best Songs: The Motown Years 2008

Álbuns com o Jackson 5

'Diana Ross Presents the Jackson 5' 1969.

'ABC' 1970.

'Third Album' 1970.

'The Jackson 5 Christmas Album' 1970.

'Goin' Back to Indiana' 1971.

Maybe Tomorrow' 1971.

'Lookin' Through the Windows' 1972.

'Get It Together' 1973.

'In Japan!' 1973.

'Skywriter' 1973.

'Dancing Machine' 1974.

'Live!' 1974.

'Moving Violatio'n 1975.

Tudo o que sabemos sobre:
Michael Jackson

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.