Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Mescla de ritmos e rimas fáceis do Suricato conquistam o público no Palco Sunset

Banda carioca foi a primeira a se apresentar no Palco Sunset neste domingo, 27. O músico Raul Midón deu mais qualidade ao show.

João Paulo Carvalho, O Estado de S. Paulo

27 de setembro de 2015 | 16h24

O último dia de apresentações no Palco Sunset necessitava de algo mais leve para abrir os trabalhos. Afinal, a principal atração do domingo, Katy Perry, atraiu um público mais jovem e pop para a Cidade do Rock. Fato que também aconteceu ontem, quando Rihanna se apresentou.

Destaques no reality musical 'Superstar', da TV Globo, em 2014, o quarteto carioca contou com a participação do instrumentista Raul Midón, que deu mais qualidade sonora à performance. A mescla inusitada de instrumentos conseguiu animar o público ainda pequeno que chegava ao festival por volta das 15h30.

O repertório do Suricato não tem hits, mas consegue atingir em cheio o fã de música pop. Todo o set, inclusive, foi baseado no disco 'Sol-te'.

Instrumentos esquisitos aos olhos dos leigos como o didgeridoo (instrumento de sopro) e a mala-bumbo dão um toque refinado ao show. Esses elementos, portanto, são os diferenciais da banda.

O Suricato fez uma homenagem aos 30 anos de Rock in Rio e suas maiores influências musicais. Enquanto o telão exibia imagens de apresentações clássicas do festival, a banda tocou uma versão enérgica de 'Pro Dia Nascer Feliz', clássico do Barão Vermelho. Com Cazuza nos vocais, a música cantada em coro pela multidão no primeiro Rock in Rio, em 1985, foi um dos momentos mais épicos do festival. Uma versão pop de 'Fly Away', de Lenny Kravitz, deu números finais ao show.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.