Mercedes Sosa rompe apoio histórico a Fidel Castro

Fidel Castro perdeu mais um de seus históricos simpatizantes. A cantora argentina Mercedes Sosa anunciou ontem o fim de seu apoio ao líder cubano por conta do fuzilamento em março de três jovens que seqüestraram um embarcação para fugir da ilha. "Meu amor chegou até aqui", resumiu, em entrevista coletiva em Buenos Aires, ao exibir seu segundo Grammy latino, que venceu por Acústico.Ex-filiada do Partido Comunista e uma das vozes mais engajadas da esquerda latino-americana, Mercedes disse que lutou muito por Fidel e por Cuba e acha que agora é tempo de não mais aceitar tudo que se faz naquele país. "Muita gente foge da ilha porque quer estar em Miami, é sua forma de pensar, e não se pode criticar", disse.Antes de Mercedes, o recente recrudescimento de ações do governo cubano contra dissidentes levou muitos célebres simpatizantes e até amigos de Fidel a protestar, entre eles o escritor português José Saramago, que afirmou em abril: "Até aqui eu cheguei. De agora em diante, Cuba seguirá seu caminho, eu fico por aqui."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.