Membro do Massive Attack é preso sob suspeita de pedofilia

Robert Del Naja, do Massive Attack, foi detido e interrogado pela polícia britânica sob supeita de pornografia infantil. Detetives da Operation Ore apreenderam computadores e drogas em sua casa em Bristol, naInglaterra, na terça-feira. Em entrevista ao jornal TheSun, o músico, solto sob fiança, disse que nunca viu pornografia infantil em sua vida.Conhecido como 3-D, Robert Del Naja é um dos mais engajados e politizados artistas do showbiz britânico. Ao lado de Damon Alburn, do Blur, liderou em 2002 o manifesto Don´t Attack Iraq - Freedom to Palestine ("Não Ataque o Iraque - Liberdade para a Palestina"), que acabou ganhando o apoio de músicos, cineastas, atores e várias instituições da Inglaterra. "Tenho cooperado com a polícia e gostaria que ninguém fizesse um julgamento prematuro. Tenho confiança total no sistema judicial." O Massive Attack acaba de lançar 100th Window, que está entre os mais vendidos das paradas européias.Antes de Dej Naja, o cerco policial à pornografia infantil já levou muitas estrelas da música, cinema e TV às páginas policiais. Em janeiro, O apresentador de televisão britânico Matthew Kelly, de 52 anos, foi preso pela polícia acusado de ter abusado de menores de 16 anos. O ex-roqueiro britânico Gary Glitter, que havia sido preso na Inglaterra em 1999, voltou a ser detido, também em janeiro, desta vez no Camboja, como parte de uma operação antipedofilia. O caso que mais chamou a atenção foi o de Pete Townshend, do The Who, que também foi detido, interrogado e teve seus computadores apreendidos pela polícia britânica. Solto sob fiança, tem reunido evidências para rebater as suspeitas.Outra acusação recente pesou sobre o rapper R. Kelly. Ele foi acusado de 21 crimes com base em um vídeo em que, supostamente, aparece fazendo sexo com uma garota de 14 anos. Em junho de 2002, R. Kelly se disse inocente, e este mês provou que não existe publicidade ruim: seu novo disco, Chocolate Factory, ficou no topo da parada da Billboard de álbuns mais vendidos. O cantor, que vai ser julgado em Illinois e na Flórida, desbancou o rapper 50 Cent do topo da lista dos discos mais vendidos. Seu single Ignition teve 532 mil unidades vendidas em sua semana de lançamento, contra 520 mil de Get Rich or Die Tryin´. NorahJones, ganhadora de oito Grammys, ficou em terceiro lugar, com144 mil unidades vendidas de Come Away With Me. Estesnúmeros ainda não refletem seu sucesso no Grammy, que foirealizado no domingo. A expectativa é de que suas vendas dobremna semana que vem.

Agencia Estado,

27 de fevereiro de 2003 | 14h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.