Medina quer Rock in Rio em Portugal, EUA e Brasil

Metallica, Guns?n Roses, DJ Vibe, Thierry Robin, o guitarrista francês de origem vietnamita Nguyen Le, os portugueses do Xutos e Pontapés e a brasileira Ivete Sangalo estão confirmados. Strokes, Kings of Leon, Radiohead, Charlie Brown Jr. e outros estão na alça de mira. É o Rock in Rio Lisboa tomando forma, insinuando-se como um dos maiores festivais da Europa no ano que vem: são 25 milhões de euros investidos e 70 atrações que ocuparão uma área ao ar livre de 220 mil metros quadrados, capaz de abrigar 20 estádios de futebol.O festival está fechado, diz o publicitário Roberto Medina, da Artplan, o produtor do festival desde 1985. Será realizado no Parque Bela Vista, em Lisboa, nos dias 29 e 30 de maio e 4, 5 e 6 de junho. Terá uma organização semelhante à do mais recente festival, no Rio de Janeiro, em 2001: tendas Raízes e Mundo Melhor, palco Mundo, tenda Eletrônica e uma área para esportes radicais. Os gêneros serão distribuídos por noites: uma noite para o heavy metal, outra para o hard rock, uma noite adolescente, outra mais folk, e por aí vai. Cinco atrações brasileiras estarão no palco principal. O ministro Gilberto Gil, que abriu o Rock in Rio em 2001, também foi convidado para a abertura de 2004, mas ainda não confirmou presença. Em 2007, sonha Medina, o Rock in Rio será realizado em três países: Brasil, Estados Unidos e Portugal. "Rock in Rio não é um lugar, é uma marca. E eu sempre sonhei em globalizar essa marca", diz o empresário.Rock in Tejo - "Para muita gente, show de rock é só uma reunião de gente num estádio, e depois está acabado. Para mim, o rock é uma bandeira, um movimento da sociedade", diz ele. Medina diz que se diverte com as piadas sobre o "Rock in Tejo" que está promovendo. "Outro dia vi uma charge engraçadíssima com um sujeito dançando o ?vira? ao lado de um cartaz do festival", diz. O apelido Rock in Tejo não está longe da realidade, adverte. "O Parque Bela Vista, onde será realizado o festival, é um lugar belíssimo. Tem um declive, de onde se podem ver os shows, um anfiteatro natural, e dali se tem uma vista magnífica do Tejo." O Rock in Rio Lisboa receberá cerca de 100 mil pessoas por dia, "no máximo", prevê Medina, o que já é um público extraordinário para eventos de música em Portugal. O Parque Bela Vista é servido por metrô, tem localização privilegiada e o festival deverá atrair jovens de todos os países europeus.

Agencia Estado,

10 de dezembro de 2003 | 11h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.