McCartney vai pagar ONG para não desfilar com ex-mulher

O divórcio em andamento de Paul McCartney e a ex-modelo Heather Mills, que foi sua esposa por quatro anos, já está saindo caro para o músico britânico. Segundo a imprensa britânica, o ex-Beatle está disposto a pagar uma compensação de 2,25 milhões de euros aos organizadores de uma festa beneficente em Los Angeles para não ter que dividir o palco com sua ex-esposa. O evento, organizado pela ONG Adopt-A-Minefield (Adote um Campo de Minas, em inglês) e programado para outubro, em Beverly Hills, foi suspenso devido à ausência do músico.McCartney e Hills foram a principal atração da festa contra as minas durante cinco anos consecutivos.Segundo uma pessoa próxima a Heather Mills, citada pelo jornal "Daily Mail", apesar de tudo o trabalho filantrópico continua unindo o casal e McCartney continuará patrocinando a ONG.O diretor da Adopt-A-Minefield na Grã-Bretanha, Keith Kelly, explicou que Paul é obrigado a pagar uma compensação, mas não entregou nenhum cheque por enquanto. "Ele nos ajuda porque sabe que se o evento não acontecer será uma grande perda econômica, já que na festa são arrecadados normalmente até 1,5 milhão de libras", disse Kelly.

Agencia Estado,

25 de agosto de 2006 | 13h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.