McCartney reúne 50 mil pessoas na Rússia

Paul McCartney levou cerca de 50 mil pessoas para a Praça do Palácio de São Petesburgo, ontem na Rússia, na que foi sua segunda apresentação no país, pois, durante o período soviético, os russos estavam proibidos de escutar as músicas dos Beatles.O show começou com quase uma hora e meia de atraso, devido às grandes filas formadas para que o público passasse pelo detector de metais. Não houve problemas durante a apresentação, em que reinou a beatlemania na praça em frente ao Museu Hermitage. A apresentação foi a primeira de McCartney em São Petesburgo, mas a de número 3 mil em sua carreira.Os Beatles estavam proibidos pelas autoridades soviéticas, que declararam que sua música tinha a influência corruptora do ocidente. Por anos os jovens russos escutaram músicas como Let It Be e Yesterday escondidos.No ano passado, McCartney realizou o que disse ser um de seus maiores sonhos e tocou na Praça Vermelha de Moscou para 20 mil fãs, entre eles o presidente russo, Putin, e encantou o público com a canção Back In The U.S.S.R.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.