Jonathan Ernst/Reuters - Arquivo
Jonathan Ernst/Reuters - Arquivo

McCartney pede à Índia que declare 'Dia Nacional sem Carne'

Segundo números oficiais, quase metade da população da Índia é vegetariana

EFE

04 de janeiro de 2011 | 17h39

O ex-beatle Paul McCartney pediu ao primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, que declare 12 de janeiro como "Dia Nacional sem Carne". O objetivo é "celebrar o vegetarianismo e a compaixão com os animais".

 

A data marca o aniversário da fundação da filial indiana de Peta, a organização de defesa dos direitos dos animais, com a qual colabora McCartney, vegetariano há anos.

 

O cantor escreveu uma carta a Singh, divulgada nesta terça-feira, 4, na qual diz: "poderia, por favor, levar em consideração a declaração de um dia em cada ano - talvez 12 de janeiro, aniversário da fundação de Peta - como o dia para celebrar o vegetarianismo e a compaixão aos animais?".

 

"Salvaríamos incontáveis animais, reduziríamos a devastação ambiental causada pela indústria de carne e ajudaríamos os participantes a limparem suas artérias e suas consciências. Seria uma celebração da vida, de toda a vida", expôs o músico.

 

Segundo números oficiais, quase metade da população da Índia é vegetariana, principalmente por questões religiosas e econômicas.

 

"Há muitos anos, estava pescando, e, à medida em que tirava o pobre peixe da água, me dei conta: 'estou matando só pelo prazer que me dá'. Algo dentro de mim mudou. Enquanto o via lutando para respirar, percebi que a vida era tão importante para ele como é a minha para mim", afirmou o ex-Beatle.

Tudo o que sabemos sobre:
Paul McCartneyPetavegetarianismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.