McCartney passa o nome de Lennon para trás

Uma nova briga entre Paul McCartney e Yoko Ono vai acompanhar o lançamento de Back in the U.S., o disco ao vivo domúsico, que chega ao mercado em breve. O ex-Beatle resolveucreditar 19 faixas dos Beatles com o polêmico "McCartney/Lennon", invertendo a ordem celebrizada nos tempos da banda. Yoko alega que o contrário ("Lennon/McCartney") é o que foi combinado, há cerca de 40 anos. Os problemas de McCartney com os créditos esquentaram logo depois da morte de Lennon, no início dos anos 80. "As pessoas passaram a dizer que John era a única coisa importante nos Beatles e eu era apenas o cara que cantava Yesterday", disse ele em uma entrevista à revista Rolling Stone.Na época do lançamento do livro Anthology, ele voltou a insistir no assunto, alegando que Lennon haviaconcordado que alguns dos créditos poderiam ser mudados. Nosdiscos dos Beatles, todos os herdeiros precisam concordar comalterações de créditos, mas, nos lançamentos-solo, McCartney temo controle. Em 1976, ele já havia tomado a liberdade em relaçãoa cinco músicas dos Beatles em um disco ao vivo dosWings. "Ele está sendo completamente irresponsável", disse oadvogado de Yoko à Rolling Stone.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.