McCartney e Sting disputam prêmio de música clássica

Os músicos Paul McCartney e Sting vão competir na próxima edição do prestigiado prêmio britânico de música clássica Classical Brit Awards. É a terceira vez que artistas não clássicos aspiram pela consagração no evento.O álbum Ecce Cor Meum (Está Aqui o Meu Coração, em tradução livre para o português), o quarto trabalho de música clássica lançado pelo ex-Beatle desde 1991, quando editou The Liverpol Oratório, concorre com o projeto de música renascentista Songs from the Labyrinth, do ex-líder da banda The Police, informou nesta terça-feira, 3, a imprensa britânica.O músico e Gordon Sumner, mais conhecido como Sting, vão concorrer com outros artistas da música clássica no dia 3 de maio, no Royal Albert Hall. McCartney e Sting, mais famosos por sua ligação com a música pop do que pelas incursões em sons clássicos, protagonizam a terceira ocasião em que artistas fora do âmbito da música clássica são indicados ao prêmio. No ano passado foi a vez do baixista, vocalista e um dos fundadores do Pink Floyd - e que acaba de passar por São Paulo para a apresentação do clássico disco Dark Side of the Moon - Roger Waters. Em 2001, foi a vez do guru da música eletrônica William Orbit.Nesta edição do prêmio, também concorre a violinista escocesa Nicola Benedetti que, aos 19 anos é candidata na categoria melhor instrumentalista do ano e jovem intérprete britânica da música clássica. O barítono galês Bryn Terfel, o quarteto de coral All Angels e o jovem coro The Sixteen/Harry Christophers, a meso soprano Katherine Jenkins, o coro The Fron Male VoiceChoir, o coro Libera e o tenor Alfie Boe concorrem na categoria melhor álbum do ano.O Classical Brit Awards é entregue com o apoio do Instituto Fonográfico Britânico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.