McCartney e Heather, em novo round do processo de divórcio

Casal chega à Alta Corte de Londres para o segundo dos cinco dias de audiência previstos

Agências internacionais,

12 Fevereiro 2008 | 13h56

Paul McCartney e sua ex-mulher Heather Mills se enfrentam nos tribunais, em uma das maiores batalhas por conta de um divórcio, que pode se tornar o mais caro da história da corte britânica.   Este é o segundo dia de uma audiência a portas fechadas que deverá durar cinco dias, entre McCartney, de 65 anos, e Heather, de 40. Nesta terça, 12, eles chegaram novamente separados para a continuação da audiência na Alta Corte de Londres. Eles já haviam discutido a pensão em outubro passado.   A fortuna do astro é estimada em mais de US$ 1,7 milhões de dólares (R$ 3,4 milhões). A defesa de McCartney é feita por sua advogada, Fiona Shackleton, enquanto Heather assumiu sua própria defesa, dispensando os advogados.   A imprensa local especula sobre a fortuna que o ex-Beatle se dispõe a ceder à ex-modelo que não conta com a simpatia do público britânico.   Segundo o tablóide Daily Mail, o músico ofereceu a Heather Mills cerca de US$ 220 milhões para evitar que sua filha Béatrice, de 4 anos, sofra com uma long batalha judicial.   Este montante seria dividido entre uma soma de R$ 40 milhões, mais um a pensão de R$ 5 milhões por ano para sua filha, até que cumpra 18 anos, conforme o jornal.   Eles se casaram em junho de 2002, quatro anos após a morte da primeira mulher do ex-Beatle, Linda, de câncer de mama. McCartney e Heather tiveram uma filha, Beatrice, que nasceu em outubro do ano seguinte. Anunciaram sua separação em 2006 e McCartney pediu o divórcio, alegando "comportamento pouco razoável" de sua mulher.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.