McCartney cai em lista de mais ricos por gastos com divórcio

O ex-Beatle Paul McCartney caiu na lista dos músicos britânicos milionários depois que o jornal Sunday Times, que elabora o ranking, estimou em 100 milhões de libras (R$ 405 milhões) a indenização que o cantor terá que pagar em seu acordo de divórcio. McCartney está no meio de uma batalha pelo divórcio de Heather Mills McCartney e, apesar de muita especulação na mídia, o casal negou que tenha chegado a um acordo. Relatos iniciais, no ano passado, disseram que o divórcio pode custar a McCartney até um quarto de sua fortuna, estimada anteriormente em 825 milhões de libras (R$ 3,3 bilhões), mas advogados disseram que o valor real é bem menor. "Após fazer um acordo de indenização de separação de US$ 100 milhões (R$ 200 milhões) para os possíveis custos do divórcio, a riqueza de Sir Paul McCartney caiu este ano para 725 milhões de libras (R$ 2,9 bilhões)", disse o jornal britânico em um comunicado na sexta-feira. Colocações A lista anual, chamada de guia definitivo da riqueza no Reino Unido e na Irlanda, será publicada em 29 de abril. No topo da lista figura Clive Calder, ex-magnata da indústria fonográfica, que é o único bilionário, com uma fortuna estimada em 1,3 bilhão de libras (R$ 5 bilhões). A lista é baseada na riqueza em forma de terras, propriedades e outros bens como artes e ações em companhias de capital aberto, mas não inclui contas bancárias. Do terceiro lugar em 2006 para o segundo lugar ficou o empresário musical Andrew Lloyd Webber, cuja fortuna é estimada em 750 milhões de libras (R$ 3 bilhões). McCartney foi do segundo em 2006 para o terceiro lugar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.