Master Crews 2009, dança para lembrar Michael Jackson

O breaking nasceu nos EUA e tem influência de James Brown, mas está em brasileiros como Bispo e Mr. Fê

Aline Stivaletti, de O Estadao de S. Paulo,

18 de dezembro de 2009 | 11h18

Breaking é o nome original do estilo de dança surgido em 1969, em Nova York. Para começar a conversa, é preciso ter em mente as figuras de James Brown e Michael Jackson. Brown foi uma das maiores influências e Michael o pioneiro na mistura de funk, sapateado e ‘locking’. Não entendeu? Várias dessas expressões estranhas você vai ouvir no Master Crews 2009, um dos maiores eventos de cultura urbana da América Latina, neste fim de semana. Além de competição de break, há oficinas, grafite e torneios de ‘popping’, ‘locking’ e ‘chyphers’.

 

Leia e leve o pequeno glossário abaixo para a Galeria Olido e para a Casa das Caldeiras. E cuidado para não falar ‘break dance’. É proibido, avisa Bispo, um dos fundadores do evento.

 

Chyphers: roda de improvisação de break (clássicas nos filmes de Spike Lee).

Popping: movimentos robóticos e de ilusão corporal (simulação de movimento de ‘cobra’ com o braço, por exemplo).

Locking: dança com paradas, feitas em pé (diferente do ‘freeze’, que trabalha com paradas corporais e de mão).

 

Com o vocabulário atualizado, corra para o YouTube e tente imitar os movimentos. No Master, qualquer um pode dançar.

 

Onde: Galeria Olido. Av. São João, 473, Centro, 3334-0001.

Quando: sáb. (19), 11h/18h.

Quanto: Grátis.

 

Onde: Casa das Caldeiras. Av. Francisco Matarazzo, 2.000, Água Branca, 3675-1799.

Quando: dom. (20), 14h/22h.

Quanto: R$ 15.

Tudo o que sabemos sobre:
músicabreakingdança

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.