Mary Travers, do trio Peter, Paul e Mary, morre aos 72

Cantora que lutava contra a leucemia ajudou a popularizar o trabalho do cantor de folk Bob Dylan

Reuters

17 de setembro de 2009 | 03h46

Mary Travers, integrante do trio Peter, Paul e Mary, de folk dos anos 1960, que ajudou a popularizar o trabalho de Bob Dylan e a cantar hits como "Puff (The Magic Dragon)," morreu aos 72 anos, depois de uma batalha contra a leucemia.

 

Uma declaração no website do grupo nesta quarta-feira, 17, conta que Travers sucumbiu "pelos efeitos de um dos tratamentos de quimioterapia" na luta contra o câncer.

 

 

Em 1965, Paul Stookey à esquerda, Mary Travers ao centro, e Peter Yarrow. Foto: AP

 

 

Bandmate Peter Yarrow disse que nos seus últimos meses, Travers encarou seu problema de saúde "no bravo e mais generoso caminho inimaginável." Através de sua longa carreira, ele disse, Travers cantou com honestidade e completa autenticidade.

 

"Eu acredito que, em sua essência, Mary era incapaz de mentir, como pessoa e artista," Yarrow disse. Mary era corajosa, acrescentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.