Mary J. Blige é a favorita nas apostas do Grammy

Com oito indicações ao Grammy, a cantora Mary J. Blige desponta como a favorita nas apostas sobre a 49.ª edição do Oscar da música que acontece neste domingo. A cantora de R&B domina na categoria musical além de disputar os prêmios de melhor gravação e canção do ano, mas está fora da principal: melhor álbum. A surpresa fica por conta do duo Gnarls Barkley e cantora novata Corinne Bailey Ray, queridinhos de um público mais alternativo, figurarem entre as principais categorias. O Brasil que está fora da categoria World Music pela primeira vez em anos, tem duas chances este ano, com artistas que vivem fora do País. Uma, com o pianista clássico Nelson Freire competindo na categoria de melhor solista instrumental ou performance com orquestra, por seu álbum Brahms: The Piano Concertos. Outra, com Sérgio Mendes, o brasileiro que vive nos Estados Unidos, concorre duas vezes na mesma categoria, a de Melhor Performance Alternativa Urbana, com: Mas Que Nada, com The Black Eyed Peas e That Heat, com Erykah Badu & will.i.am. O resultado do Grammy será conhecido durante a cerimônia de gala de entrega dos prêmios que ocorrerá no centro de exposições poliesportivo Staples de Los Angeles. O ponto alto da festa será a apresentação do grupo The Police. Há 23 anos seus fãs esperam pela volta ao palco do grupo ícone dos anos 80, formado por Sting, Stewart Copeland e Andy Summers. Eles estão comemorando 30 anos de formação da banda. Em sete anos de existência do grupo, que terminou em 1984, o Police ganhou cinco Grammys. Na festa estão previstas apresentações também de Justin Timberlake, Beyoncé, Red Hot Chili Peppers, Mary J. Blige, John Legend, Jon Mayer, Gnarls Barkley e as garotas do Dixie Chicks. As apostas As principais publicações do mundo do espetáculo fazem suas apostas sobre os prováveis vencedores. O semanário Entertainment Weekly defende que Be Without You vencerá na categoria de melhor gravação do ano, porque Mary Blige recebeu oito indicações. O comentarista Tom O´Neil no site The Envelope.com, suplemento do Los Angeles Times, não descarta a vitória de Blige, mas diz que as garotas do Dixie Chicks e sua canção Not Ready to Make Nice são fortes concorrentes. Disputam ainda na categoria o cantor James Blunt, com You´re Beautiful, Corinne Bailey Rae, com Put Your Records On, e o duo Gnarls Barkley, apontado como aqueles que deveriam de fato ganhar o troféu, devido ao estouro de sua canção Crazy. Na categoria de melhor canção do ano, novamente a Entertainment Weekly dá a vitória a Mary Blige, apesar de considerar o grupo Dixie Chicks merecedor do prêmio. O´Neil diz que apesar das categorias de melhor canção e gravação terem coincidido durante anos, o que aumentaria as possibilidades de Mary Blige, nas últimas edições os prêmios foram entregues a cantores diferentes. Dixie Chicks Os demais candidatos da categoria são Jesus, Take the Wheel, de Carrie Underwood, Not Ready to Make Nice, das Dixie Chicks, Put Your Records On, de Corinne Bailey Rae, e You´re Beautiful, de James Blunt. Para O´Neil, um dos maiores pontos de debilidade de Mary Blige é sua ausência na terceira categoria mais importante das 108 categorias em que a Academia de Artes e Ciências da Gravação divide seus prêmios, a categoria de melhor álbum do ano. Nesta, o semanário Entertainment Weekly e o crítico O´Neil apostam suas fichas nas polêmicas Dixie Chicks e seu disco Taking the Long Way. Elas são as garotas de country music que foram boicotadas porque falaram contra o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, na época da invasão do Iraque em 2003. Mas o semanário não descarta a possibilidade de Red Hot Chili Peppers, que nunca havia sido indicado, levar o prêmio por seu álbum Stadium Arcadium. O Red Hot foi o grupo que recebeu o maior número de indicações depois de Mary Blige, competindo em seis categorias. Disputam ainda na categoria o álbum St. Elsewhere, da dupla Gnarls Barkley, Continuum, de John Mayer, e Futuresex/Lovesounds, de Justin Timberlake.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.