Marku Ribas mostra o soul das Gerais

Enquanto prepara um disco com músicas inéditas que sairá este ano, de produção assinada por Eduardo Bid, do grupo Funk Como le Gusta, o soulman das Minas Gerais Marku Ribas faz uma prévia de seu retorno amanhã, na Choperia do Sesc Pompéia.A apresentação contará com as participações de Bid e de Ed Motta, citado por Ribas como seu "redescobridor". Conta a lenda que Motta, em suas andanças pela Europa, encontrou um velho vinil do cantor por R$ 300 em um sebo de Londres.Foi a deixa para o sobrinho de Tim Maia sair com elogios incontidos ao trabalho do homem que já gravou até com os Rolling Stones nos anos 80. Motta e Ribas se aproximaram a passaram a fazer aparições conjuntas, como os shows que fizeram em Belo Horizonte e em São Paulo, no programa Bem Brasil da tevê Cultura.Da época em que morava no Caribe, nos anos 70, Ribas lembrará de composições como Beira Água e Zamba Ben, incluída no álbum de Marco Matolli e seu Clube do Balanço. A recente valorização do samba rock foi um dos motivos que colocou Marku Ribas em pauta. Além de seu álbum de inéditas, ele aproveita o momento e prevê o lançamento de uma coletânea em breve.Marku Ribas. Amanhã, às 21h30. Choperia do Sesc Pompéia (Rua Clélia, 93. Tel. 3871-7777). Ingresso: R$ 10

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.