Mário Manga lança CD com show em SP

"Eu fiquei nervoso!", diz, em tom de brincadeira, o músico, compositor e produtor Mário Manga para explicar a predominância do som de guitarras distorcidas em seu disco de estréia, Beleza Interior. O trabalho será lançado em dois shows, o primeiro acontece amanhã e o segundo no próximo dia 27, no teatro do hotel Crowne Plaza.Integrante de dois conjuntos muito prestigiados, o Música Ligeira e o Premeditando o Breque (que, mais tarde, se transformaria em Premê), Mário Manga ainda não havia tido a possibilidade de expor o lado mais pesado da sua música, em que ficam claras as influências de guitarristas como Jimi Hendrix, Carlos Santana e, principalmente, Frank Zappa.Mas o artista explica que o principal motivo de sua tardia estréia é puramente pessoal: "Estava com vontade de fazer um disco que mostrasse exatamente a minha cara, o que é impossível nos trabalhos em grupo".Beleza Interior, uma produção independente, demorou seis anos para ser terminado, pois Mário teve de fazê-lo nas horas vagas entre os seus inúmeros compromissos profissionais com artistas da MPB, como Ivan Lins e Chico César. O modelo de caminho que Mário Manga vem trilhando é a trajetória de Frank Zappa: "Zappa sempre provou que você pode ser meio alternativo e conseguir trabalhar". O disco segue essa receita econômica e eficiente da música alternativa.Mário Manga assumiu quase sozinho a responsabilidade pelas execuções, tocando desde violões e guitarras, até instrumentos de percussão e violoncelo. As execuções programadas em computador, usadas em todas as faixas do disco, também levam sua assinatura - no show, a maior parte delas será substituída por músicos de verdade.Mas toda a seriedade das preocupações musicais do lançamento não deve afastar os admiradores que acompanharam o artista nos anos de Premê. Mário Manga continua investindo em letras bem-humoradas que, invariavelmente, se tornam ainda mais saborosas nas suas performances de palco.Um bom exemplo é a própria faixa-título, além das inéditas Erro Geográfico e Verão, em que o artista faz humor com sua rejeição a alguns gostos típicos do brasileiro, como calor e carnaval, e as releituras de Aquele Grandão (gravada por Cássia Eller em O Marginal, seu segundo disco) e A Saga de Abud Salim (muito tocada nos shows do Premê de 20 anos atrás).Duas participações especiais estão praticamente confirmadas: Rita Ribeiro, intérprete maranhense que colaborou em Aquele Grandão, e tia Edna, a tia do artista que o ajuda em Beleza Interior. E o pessoal do Premê também deve passar por lá.Beleza Interior, show com Mário Manga, no Teatro Crowne Plaza, amanhã e no dia 27, às 21h, ingressos a R$ 15.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.