Marina Lima volta com "Primórdios" ao Ibirapuera

Quem ainda não viu, agora tem novas oportunidades de assistir ao melhor show de pop brasileiro de 2005, o sensacional Primórdios, de Marina Lima. Ela volta hoje ao mesmo Auditório Ibirapuera e fica até o próximo fim de semana. Nada mudou nos arranjos nem no roteiro (nem precisa, porque é irretocável), mas provavelmente o show está melhor do que na estréia em novembro. Isto já vinha ocorrendo na temporada inicial, com Marina cantando e atuando melhor a cada noite. Sim, vale a pena ver mais de uma vez - como o fizeram vários fãs famosos, entre eles o DJ Zé Pedro, a atriz Adriana Esteves, o estilista Paulo Borges, a cantora Ana Carolina e o restaurateur Rogério Fasano, tornando o show um cult paulistano do pré-verão. Até para quem já conhece o final cinematográfico, não deixa de provocar um certo frisson. Com direção de Monique Gardenberg e engenhoso aparato cênico do arquiteto Isay Weinfeld, o show promove um diálogo entre várias artes: música, cinema, dança, teatro... O início com Slide Show at Free University (do grupo Le Tigre) e o final com Para Um Amor no Recife (Paulinho da Viola) são arrebatadores. Além de quatro canções inéditas dela e Antonio Cícero, Marina mostra versões peculiares para Bang Bang (Sonny Bono), um dos momentos superlativos do show, Nervos de Aço (Lupicínio Rodrigues) e Beautiful Red Dress (Laurie Anderson). Pepitas menos evidentes de seu cancioneiro e uma banda coesa amarram o nó de sofisticação. Se acha que há exagero de elogios, que tal ir conferir? Marina Lima. Auditório Ibirapuera (800 lug.). Av. Pedro Álvares Cabral, s/n.º, portão 2. Infos. 6846-6000. 6.ª (hoje e 20), sáb. (14 e 21) e dom. (15 e 22), 20h30. R$ 30

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.