Mariah Carey renasce com American Music Awards

A cantora Mariah Carey renasce das cinzas ao cenário musical com quatro indicações ao American Music Awards. Mariah recebeu duas indicações como melhor cantora, nas categorias pop/rock e soul/R&B, e seu último CD, The Emancipation of Mimi, concorre ao prêmio de melhor álbum nas duas categorias. A banda punk californiana Green Day, a cantora pop Kelly Clarkson e o rapper 50 Cent, seguem Mariah com três indicações cada. O Green Day concorre ao melhor álbum pop/rock, melhor banda pop/rock e melhor música alternativa com American Idiot. Kelly, saída do concurso "American Idol", foi indicada como melhor cantora pop/rock, melhor álbum e melhor artista contemporâneo com Breakaway. As indicações de 50 Cent incluem melhor álbum pop/rock, melhor cantor de rap/hip hop e melhor álbum no mesmo gênero musical com The Massacre. No final dos anos 90, Mariah, de 35 anos, era considerada a nova estrela da música pop e estava casada com o poderoso produtor Tommy Mottola. No entanto, o fracasso do álbum e do filme Glitter há três anos foi tão espetacular que transformou a cantora em alvo de piadas na indústria fonográfica, perdendo inclusive seu contrato milionário com a gravadora Virgin. The Emancipation of Mimi alavancou novamente a carreira de Mariah. O álbum vendeu três milhões de cópias e a música We Belong Together ficou no primeiro lugar entre as músicas mais tocadas por 14 semanas. O American Music Awards, prêmio escolhido por voto popular e vendagem de discos, serão entregues em 22 de novembro, em uma cerimônia no Auditório Shrine em Los Angeles.

Agencia Estado,

21 de setembro de 2005 | 14h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.