Maria Rita estréia nova turnê com casa lotada

A cantora Maria Rita estreou o show Segundo ontem no Canecão - lotado - porque, como ela disse, a casa deu sorte no espetáculo anterior e ela queria começar sua turnê nacional com o pé direito. Havia famosos na platéia, como Carolina Dieckmann, o cantor Falcão (sem Débora Secco) do Rappa e a atriz Bibi Ferreira. Depois do show, os fotógrafos encontraram os compositores Lenine (produtor do disco Segundo) e Moska (da música Muito Pouco, que abriu o espetáculo) no camarim.Maria Rita, de vestido vermelho, descalça e com um inexplicável pano estampado amarrado na cabeça, apresentou 17 músicas, misturando seus dois discos, Maria Rita, que lançou há cerca de dois anos, praticamente o derradeiro trabalho do produtor Tom Capone, que morreu no ano passado, e este Segundo, que já vendeu 250 mil cópias, como contou o presidente da gravadora Warner, Cláudio Conde, que lhe levou os discos de platina de presente.São sambas, uma valsinha, músicas com uma levada caribenha que ela canta de um jeito impressionantemente parecido com a mãe, Elis Regina, sem deixar de ter personalidade própria. Seu grupo, formado por Tiago Costa (piano), Da Lua (percussão), Cuca Teixeira (bateria) e Silvinho Mazzulo (baixo acústico), é afiadíssimo. Na semana que vem, Maria Rita ainda se apresenta no Canecão e, do Rio, parte para turnê nacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.