Maria Rita é a aposta brasileira no Grammy Latino

O auditório Shrine, em Los Angeles, está pronto para sediar a quinta edição do Grammy Latino, que premia os melhores músicos que cantam em português e espanhol. A cerimônia, que será apresentada pelo ator George Lopez, está prevista para começar às 17 horas locais e terá transmissão ao vivo pelo SBT a partir das 22 horas. E os brasileiros têm um bom motivo para assistir à festa: a cantora Maria Rita concorre aos prêmios principais da noite, com indicações por melhor álbum do ano, artista revelação e melhor gravação do ano, com A Festa; além de concorrer a melhor álbum de MPB, na categoria Brasil. A banda mineira Skank também está na disputa de melhor gravação do ano, com a canção Dois Rios. A única estrela internacionalmente conhecida é o cantor Alejandro Sanz, que concorre aos Grammys de gravação e de canção do ano, com No Es Lo Mismo, e também de melhor álbum. Os últimos brasileiros a serem premiados no Grammy foram Milton Nascimento (Nascimento, 1997), Gilberto Gil (Quanta Live, em 1999) e Caetano Veloso (Livro,em 2000), na categoria Melhor Álbum de World Music. Tom Capone, produtor tanto de Maria Rita, como do Skank, foi indicado a cinco prêmios: pelas duas gravações; por melhor álbum do ano de MPB; e por melhor criação de álbum, ambas pelo álbum de Maria Rita. Ele e o roqueiro mexicano Emmanuel del Real, do Café Tacuba, tem o maior número de indicações. Alvaro Alencar, Maria Rita, Alejandro Sanz e Bebo Valdés concorrem a quatro pequenos gramofones dourados cada. O Grammy Latino é divido em 15 campos, dentro dos quais há diversas categorias. O 11.º deles é "Brasil", que inclui apenas categorias de música brasileira. Para o prêmio de melhor álbum pop, concorrem Carlinhos Brown, Roberto Carlos, Jota Quest, Rita Lee, Daniela Mercury, O Rappa e Ivete Sangalo. Na categoria rock, concorrem Frejat, Los Hermanos, Paralamas do Sucesso, Pitty e Skank. Jorge Aragão; Monarco; Nana; Dori e Danilo Caymmi; Zeca Pagodinho e a Velha Guarda do Salgueiro concorrem a melhor álbum de samba/pagode. Na categoria MPB, disputam o prêmio Maria Bethânia, Gal Costa, Guinga, César Camargo Mariano & Pedro Mariano, e Maria Rita. Os destaques na disputa do troféu de melhor canção são A Festa, de Milton Nascimento, interpretada por Maria Rita; Amor e Sexo, de Roberto de Carvalho, Rita Lee e Arnaldo Jabor; e Dois Rios, de Lô Borges, Nando Reis e Samuel Rosa, interpretada pelo Skank. A festa vai começar com dueto de Jessica Simpson e David Bisbál, vencedor no ano passado na categoria de artista revelação, e promete muita emoção, como mostraram os artistas nos ensaios para e cerimônia. Além de Jessica e Bisbál, sobem ao palco artistas como Carlos Santana, que vai tocar ao lado do grupo Los Lonely Boys.Eleito figura do ano pela Academia Discográfica Latina, a que entrega o Grammy, Carlos Santana recebeu ontem seu prêmio durante um almoço especial no hotel Century Plaza, em Los Angeles. Segundo Gabriel Abaroa, presidente da Academia, "Santana é um ser humano extraordinário, músico e ativista, que provocou um impacto global com sua música e cultura". Santana é o quinto músico homenageado pela Academia.O guitarrista nascido no México, que ganhou nove prêmios Grammy em 1999 pelo álbum Supernatural, foi escolhido pela academia por sua luta contra a aids e pela educação, além de outras causas pelo bem estar da sociedade. "Só posso dizer: ´muito obrigado. E estou muito feliz que minha presença traga júbilo a suas vidas´", disse o músico que, no ano passado, doou os US$ 2 milhões que arrecadou na turnê de Shaman para a luta contra a aids na África. "Me sinto agradecido por poder ser útil e devolver algo do que recebi", comentou sobre suas doações. O músico também deixou clara sua crítica à guerra no Iraque. "A paz nunca foi conseguida com o uso de bombas", declarou. Santana também contou que está preparando um novo álbum. "É possível que colaborem artistas como os Lonely Boys e Sting".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.