Maria Bethânia é a grande vencedora do Prêmio TIM

Maria Bethânia foi a grande vencedora do 4.º Prêmio TIM de Música, entregue na noite desta terça-feira, no Teatro Municipal do Rio. Bethânia levou para casa, na categoria MPB, os prêmios de melhor disco e melhor música por Que Falta Você me Faz e melhor DVD por Tempo tempo tempo tempo.?Vocês me proporcionaram o dia mais feliz da minha vida", disse o cantor Jair Rodrigues, o homenageado da noite, emocionado até as lágrimas. O relógio marcava mais de 23 horas e ele tinha visto passar pelo palco os premiados em 37 categorias e artistas da velha-guarda à novíssima (inclusive seus filhos, Jairzinho Oliveira e Luciana Mello) recriando seu repertório de quase 50 anos de carreira. Ele subiu ao palco cantando o samba Quando Eu me Chamar Saudade (em que Nelson Cavaquinho pedia as flores em vida) em dueto com o violão de João Lyra e, antes de continuar com o pot-pourri que fazia com Elis Regina, agradeceu. A emoção aumentou quando dividiu Upa, Neguinho! com Elis Regina num telão. E foi aplaudido de pé em Disparada.A festa começara às 21h30, com o Municipal lotado. Na platéia, onde as câmeras de televisão focalizam, estavam os indicados e estrelas globais - se bem que, este ano, em menor quantidade e mais discretas. A entrega foi transmitida pelo Multishow e vai virar programa na Rede Globo, no próximo domingo, depois do Fantástico. No balcão nobre estavam os músicos e outros convidados, entre eles o pianista Laércio de Freitas (que apesar de lendário na noite paulista é, para as novas gerações, o pai de Talma de Freitas) e a dona do Teatro Rival, Ângela Leal, prometendo que seu prêmio vem no fim do ano.A dupla de apresentadores, Camila Pitanga e Evandro Mesquita tinha um texto ágil, que homenageou Raul Cortez (primeiro apresentador do prêmio) e, entre um prêmio e outro, intercalava dados biográficos de Jair. Soubemos que ele começou na noite paulistana em 1957 e que seu encontro com Elis Regina se deu por acaso. Em 1964, os dois já eram conhecidos, mas não famosos e o apresentador do programa Almoço com as Estrelas, Ayrton Rodrigues, pediu-lhes um dueto improvisado. A química da dupla explodiu ali e a decorrência natural foi o programa O Fino da Bossa, marco na música e na televisão brasileiras.Os arranjos de Rildo Hora (vencedor nesta categoria, pelo disco de Zeca Pagodinho, À Vera) e a seleção dos cantores foi um acerto de José Maurício Machiline, criador do prêmio há 18 anos, com o nome de Sharp. Luciana Menezes e Toni Garrido formam um belo par em Quem te Viu, Quem te Vê e Rapp?n Hood com Negro Rico fizeram do samba Zig Zag um hip hop legítimo. Jairzinho e Simoninha se intimidaram em representar seus pais (Jair Rodrigues e Wilson Simonal), mas deram conta de Fica Mal com Deus. Já as duplas de sambistas se destacaram menos, embora fossem músicos de primeiríssima, como Dona Ivone Lara e Mart?nália, Alcione e Diogo Nogueira (lindo e com o vozeirão do pai, João Nogueira), Nilze Carvalho e Zeca Pagodinho e Germano Matias (para representar São Paulo) e Roberta Sá. Genial foi a versão de Lulu Santos para Deixa Isso pra Lá, com o batidão funk e gente de todas as cores, tipos e idades sacudindo-se nos trejeitos dos bailes.Confira os vencedores do Prêmio TIM: Arranjador: Rildo Hora, por À Vera, de Zeca Pagodinho Canção: Rio de Sonho, de Dominguinhos e Wally Bianchi, com Elba Ramalho e Dominguinhos Projeto Visual: Ode Descontínua e Remota para Flauta e Oboé, de Olga Bilenky e Mora Fuentes Revelação: Sopk Frevo Orquestra por Passo de Anjo Canção Popular: Disco: Ao Vivo, Kleiton e Kledir Dupla: Zezé di Carmago e Luciano Grupo: A Cor do Som, por Acústico Cantor: Roberto Carlos Cantora: Gil, por O Canto da Sereia Instrumental: disco Jet Samba, de Marcos Valle Solista: Sivuca, por Sivuca Sinfônico Grupo: Banda Mantiqueira por Terra Amantiqueira MPB: Disco: Que Falta Você me Faz, de Maria Bethânia Grupo: Barbatuques: O Seguinte é Esse Cantor: Ney Matogrosso, por Canto em Qualquer Canto Cantora: Maria Bethânia por Que falta Você me Faz Pop/Rock: Disco: Pré-pós-tudo-bossa-band, de Zélia Duncan Grupo: Barão Vermelho por MTV ao Vivo Cantor: Lulu Santos por Letra e Música Cantora: Zélia Duncan por Pré-pós-tudo-bossa-band Regional Disco: Nove de Frevereiro, de Antônio Nóbrega Dupla: Elba Ramalho e Dominguinhos Grupo: Forróçacana por O Melhor Forró do Mundo ao Vivo Cantor: Silvério Pessoa por Cabeça Elétrica Coração Acústico Cantora: Daniela Mércury por Balé Mulato Samba: Disco: À Vera de Zeca Pagodinho Grupo: Arranco de Varsóvia por Na Cadência do Samba Cantor: Zeca Pagodinho por À Vera Cantora: Alcione por Uma nova Paixão DVD: Tempo tempo tempo tempo de Maria Bethânia Especial: Disco de língua estrangeira: Tango, de Bibi Ferreira e Miguel Proença Disco erudito: Orquestra Acadêmica por Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão Infantil: Pé com Pé de Sandra Peres e Paulo Tatit Projeto Especial: Choros e Alegria, de Zé Nogueira e Mário Adnet Disco eletrônico: Aparelhagem de DJ dolores Voto popular: Cantora: Daniela Mercury Cantor: Jorge Vercilo Matéria alterada em 27/07/06, às 11h20

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.