ROBSON FERNANDJES/Estadão
ROBSON FERNANDJES/Estadão

Maria Alcina grava DVD

Cantora que se apresenta neste domingo eterniza show pela 1ª vez

Renato Vieira, O Estado de S. Paulo

05 de julho de 2014 | 16h00

A cantora Maria Alcina se apresenta neste domingo, às 19 h, no Auditório Ibirapuera (Av. Pedro Álvares Cabral, Portão 2; 3629-1075) para registrar o show De Normal Bastam os Outros em DVD, o primeiro de sua carreira. Os ingressos custam R$ 20. Ela conta como será o espetáculo.

É diferente fazer um show que vai ser registrado em DVD?

Sim, porque é algo que vai ficar gravado eternamente. E é o primeiro, tem que ter uma preocupação com a imagem. O que me deixa feliz é que o público está acompanhando o show pelo Brasil, as pessoas estão cantando as músicas do CD, que tem uma inédita que o Zeca Baleiro fez para mim, Eu Sou Alcina.

É um show que comemora seus 40 anos de carreira. Como surgiu a ideia?

O Thiago Marques Luiz, meu produtor, disse que não podia deixar essa data passar em branco. Desse sonho que ele teve e da sonoridade que ele desenvolveu, todos participaram, com muita boa vontade. Os shows têm sido o coroamento de toda uma história e de um desejo que se traduziu da melhor forma possível. Trouxemos compositores novos, mas também regravamos Jorge Ben Jor e João Bosco, que estão comigo desde o início.

Como serão as participações especiais de Felipe Cordeiro e Anastácia?

O Felipe participa de Fogo da Morena, música dele que gravei. Ele tem aquela coisa da guitarrada feita no Norte, e eu gosto muito. E a Anastácia de Concurso de Bichos, também do novo CD. Já estive com os dois em shows e nossos encontros têm sido muito bons.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.