Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Maria Alcina: 'Esse disco, para mim, também foi uma revelação'

Na semana de lançamento de 'Espírito de Tudo', cantora fala sobre sua carreira na 'TV Estadão'

Julio Maria, O Estado de S.Paulo

29 de junho de 2017 | 17h50

A cantora Maria Alcina esteve na tarde desta quinta-feira (29), no estúdio da TV Estadão, para falar do lançamento de seu novo disco, que traz regravações da obra de Caetano Veloso. Produzido por Thiago Marques Luiz, com direção do violonista Rovilson Pascoal, Espírito de Tudo mostra a força de um vocal grande, sem acabamentos nem limpezas de estúdio, uma postura como pouco se vê ainda hoje na música brasileira. "Acho que isso vem lá de trás, desde quando comecei era assim. Creio que a escola de hoje seja ainda o canto da bossa nova."

Sobre o peso que tem chamado atenção, mesmo das novas gerações, ela diz: " Eu estou com a pegada rock and roll, porque o trabalho permite e as músicas me dão essa possibilidade. Aí está o pulo do gato, e aí eu me joguei. Mas é a primeira vez também que eu canto assim, nessa região, de cantorona. Isso para mim, também foi uma revelação."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.