Manu Chao critica Bush durante show gratuito no Chile

O cantor franco-espanhol Manu Chao não poupou palavras de repúdio à política norte-americana durante show gratuito para cerca de quatro mil pessoas no Estádio Municipal de La Pintana, em Santiago, no Chile. Manu Chao interpretou com sua banda Radio Bemba Sound System seus maiores sucessos, entre eles Clandestino, Bienvenido a Tijuana, Señor Matanza, Desaparecido e Me Gustas Tú, em meio a frases políticas contra o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush. O público respondeu com refrões como "o povo unido jamais será vencido" e cartazes em defesa dos presos políticos. Para assistirem ao show gratuito, as pessoas precisaram levar materiais escolares que depois serão destinados às crianças da região. A ação ineficiente da segurança permitiu que dezenas de admiradores subissem ao palco para dançar, abraçar ou beijar Manu Chao. O cantor, que estava em Mendoza, na Argentina, segue de ônibus para Concepción, também no Chile, onde se apresentará essa noite. Depois de amanhã fará um show, desta vez não gratuito, na Estación Mapocho, em Santiago.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.