Machado Cicala Morassut/ Divulgação
Machado Cicala Morassut/ Divulgação

Mansão que pertenceu a Cher é vendida por US$ 23,4 milhões

Propriedade tem sete quartos e um píer para iates localizada em Coral Gables, em Miami-Dade

EFE

19 Julho 2016 | 17h39

Uma luxuosa mansão de sete quartos e um píer para iates localizada em Coral Gables, no condado Miami-Dade (EUA) e que pertenceu à cantora e atriz americana Cher, foi vendida por US$ 23,4 milhões, informou nesta terça-feira, 19, um meio local.

A mansão de 12.303 pés quadrados está situada na exclusiva zona de Tahiti Beach, no bairro de Cocoplum, e conta com piscina, jardim e um píer para iates de até 52 pés de comprimento situado diante da baía de Biscayne, de acordo com o jornal The Miami Herald.

Trata-se do segundo preço mais alto pago neste ano no mercado residencial do condado de Miami-Dade, segundo o jornal, e dispõe de uma "das mais extraordinárias vistas do centro urbano de Miami e da baía", afirmou a vendedora de bens imobiliários Judy Zeder, de EWM Realty International.

A propriedade, que estava à venda há três meses por um preço inicial de US$ 28 milhões, era propriedade de Adrianne Mittentag e seu marido, que a adquiriram em 1997 por US$ 2,3 milhões.

A mansão pertenceu a Cher entre 1995 e 1997, embora não se sabe se a cantora chegou a viver no local. A identidade do atual comprador não aparece no registro público.

O preço mais alto pago por uma residência no condado de Miami-Dade foi de US$ 34,6 milhões e aconteceu em junho com a compra da propriedade La Brisa, em Coconut Grove, apontou o jornal sobre esta mansão de nove quartos e 11 banheiros.

 

 

Mais conteúdo sobre:
Cher

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.