Mangueira prepara homenagens a Dona Zica

A Mangueira está preparando uma série de homenagens para Dona Zica e deve fazer alterações em alas da escola e no desfile. Ela morreu na última quarta-feira, dias antes de completar 90 anos. A diretoria da escola e a Comissão de Carnaval já começaram a discutir formas de reverenciar a viúva do compositor Cartola, que foi um dos fundadores da Estação Primeira de Mangueira. O carnavalesco Max Lopes está se preparando para as mudanças, apesar da proximidade do carnaval. "Nesta semana vamos definir como será essa homenagem", afirmou o presidente da Mangueira, Álvaro Luís Caetano. O coreógrafo Carlinhos de Jesus, responsável pela Comissão de Frente, garantiu que já modificou a apresentação que havia sido previamente programada. "Tenho total autonomia para mudar e já promovi alterações na coreografia com movimentos simbólicos de exaltação à Tia Zica. Além disso, pretendo fazer outra forma de homenagem, mas que vou manter em segredo", afirmou. Um dos momentos mais marcantes do Carnaval de 2001 ocorreu quando Dona Zica, que havia sofrido uma internação hospitalar no dia do desfile, foi liberada horas antes da apresentação e apareceu de surpresa na Sapucaí. Dona Zica surgiu dentro de uma caixa na Comissão de Frente. "Foi o último desfile dela. Íamos reviver essa coreografia da caixa no aniversário dela, no próximo dia 6", contou o coreógrafo Carlinhos de Jesus. No ano passado Dona Zica não pôde desfilar porque estava novamente internada com problemas de saúde. Mas a referência a Dona Zica não vai ficar restrita à quadra verde e rosa. As demais escolas também programaram tributos a ela. As escolas Beija Flor, Mocidade Independente de Padre Miguel, Imperatriz Leopoldinense, Salgueiro e Império Serrano prometem fazer homenagens no Sambódromo no dia dos desfiles. No dia 6 de fevereiro, quando a ex-primeira-dama da escola completaria 90 anos, será realizada uma festa. O evento já estava programado e deveria contar com a presença de Dona Zica. No mesmo dia, será lançado o livro Dona Zica: Tempero, Amor e Arte.

Agencia Estado,

27 de janeiro de 2003 | 12h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.