Malásia censura atuação de Madonna no Grammy

A apresentação de Madonna na 48.ª edição do Grammy não foi exibida para toda a Malásia. O canal 8TV, responsável pela transmissão da premiação, cortou a parte em que a cantora aparecia. O motivo foi o collant lilás que ela vestia, considerado indecente para a população do país, além dos movimentos de sua dança, que foram considerados inadequados para serem exibidos para a população que é, em maior parte, muçulmana. "Não era adequado ao nosso público", disse uma fonte que trabalha para o canal 8TV. Outros cantores que se apresentaram não foram censurados, pois, segundo a fonte, "seria um risco muito grande que o canal correria, caso mostrasse a cantora com aquelas roupas".Madonna abriu, junto com a banda virtual Gorillaz, o Grammy, com sua música Hung Up. A festa do Grammy foi transmitida 12 horas depois do horário em que foi exibida em Los Angeles, nos Estados Unidos. Os fãs da cantora no país ficaram surpresos ao ver que sua apresentação tinha sido cortada. O resto da cerimônia não foi censurada.Em sua performance no Grammy, ao cantar seu recente hit Hung Up,Madonna, 47, se contorcia no palco com outros dançarinos, ambos, homens e mulheres em ritmo disco.As atrações televisivas no país não podem mostrar cenas de sexo ou sensuais e de violência explícita.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.