Mal congênito mata ex-cantor dos Bee Gees

O ex-cantor dos Bee Gees Maurice Gibb morreu porque seus intestinos grosso e delgado estavam tão retorcidos que impediam o fluxo sangüíneo, segundo os resultados da autopsia divulgados nesta sexta-feira.Gibb, de 53 anos, morreu no domingo, três dias pós sofrer uma parada cardíaca quando estava sendo preparado para uma operação de emergência.O médico legista Bruce Hyma disse que Gibb morreu de uma enteropatia isquêmica. Segundo a autópsia, o músico sofria de uma malformação congênita bastante rara no intestino.Os irmãos de Gibb, Robin e Barry questionaram a decisão dos médicos do Centro Mount Sinai de Miami, de operar Maurice despois dele ter sofrido uma parada cardíaca.Maurice Gibb era baixista e tecladista dos Bee Gees, banda que ganhou sete prêmios Grammy e eram conhecidos por sucessos como Stayin´ Alive. Ele foi enterrado na quarta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.