Marcos de Paula/Estadão
Marcos de Paula/Estadão

Madonna reúne 67 mil pessoas no Rio, com três horas de atraso

Marcada para começar às 20h, apresentação se atrasou até as 23h

Jotabê Medeiros,

02 de dezembro de 2012 | 21h12

Atualizada às 00h28

RIO - Às 23h em ponto, diante de 67 mil fãs, Madonna abriu com a música Girl Gone Wild seu show da turnê MDNA no Rio. Criou um climão que misturava O Nome da Rosa e Dick Tracy, com metralhadoras, cantos gregorianos, motéis de filme noir.  A apresentação estava marcada para as 20h.

Madonna conversou com os fãs, mas foi mal no português. Foi corrigida pelos fãs ao dizer "están listos?", quando deveria ter dito "estão prontos". Falou também "mucho caliente", querendo dizer "muito quente".

A cantora disse que faria um pedido pela paz, em virtude das guerras que assolam hoje diversos países. "Pessoas morrem sem nenhuma razão", disse Madonna; "quando dizem que não posso mudar o mundo eu digo 'fuck you'". Ela, então, perguntou aos fãs: "estão prontos para a revolução? estão prontos? não mintam para mim"; o público respondeu, em inglês "nós nunca mentiríamos para você."

Madonna começou querendo mostrar o gogó, soltando a voz. Em seguida, em momento Bond Girl, ela atacou Bang Bang.

Antes dela a dupla de DJs Felguk tentou animar a pista com um farofão pop rock, misturando Red Hot, Pink Floyd, White Stripes e Fatboy Slim.

A organização do show fez aviso por volta das 22h45 pedindo que o evento fosse "livre de fumo". A plateia não gostou - o show, que ocorre ao ar livre, já está atrasado há quase três horas - e vaiou. O locutor disse "se você fuma, procure um lugar adequado para fumar", e foi novamente vaiado. A apresentação deve começar em alguns minutos.

Por volta das 20 horas o céu escureceu e ameaçou cair uma chuvarada, mas foi apenas alarme falso, alguns pingos d'água. Às 21 horas, tudo serenou. A noite transcorria em clima de absoluta tranquilidade, sem maiores atropelos e com serviços adequados: banheiros, bares, lojas. O preço dos souvenirs é que não estava mole. Bonés a R$ 60, camisetas a R$ 80, capinhas de iPhone a R$ 40.

Cerca de 300 fãs escolhidos a dedo viam o show de um "fosso", uma abertura em forma de círculo circundada pelo palco de Madonna - algo semelhante ao Monster Pit de Lady Gaga. Muitos vips, especialmente da Rede Globo, ficaram concentrados no Copacabana Palace e rumaram para o show poucas horas antes: os atores Alinne Moraes, Christiane Torloni, Alexandre Nero, Milena Toscano, Adriana Birolli, Cláudia Jimenez e a cantora Ana Carolina. Às 21h08 começou o show da dupla de DJs Felguk.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.