Madonna proibida de estudar a Cabala

Um dos mais velhos cabalistas judeus, Isaac Kaduri declarou à imprensa israelense que está proibido ensinar a Cabala, o misticismo judeu, à cantora Madonna. Ele disse ao jornal Maariv que nem mesmo as mulheres judias estão autorizadas a estudar a Cabala. Kaduri disse que a nenhuma mulher se deve mostrar as Escrituras Sagradas. A polêmica surgiu após a divulgação dos planos de Madonna de visitar Israel para se aprofundar em seus estudos da corrente. Segundo especialistas, para se estudar o misticismo judaico é preciso ter um profundo conhecimento das Escrituras Sagradas. A atriz e cantora, que doou esta semana seis milhões de dólares para uma escola que se dedicará a difundir a Cabala, adotou recentemente nome de Esther. Madonna pretende visitar Israel em setembro, para participar das festividades do ano novo hebreu, além de conhecer locais importantes para os judeus.

Agencia Estado,

10 de agosto de 2004 | 12h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.