Madonna pode adotar uma criança do Brasil, diz tablóide

Segundo fonte, a cantora, que já adotou um menino do Malauí, precisa entrar em contato com agências do País

Da Redação,

08 de setembro de 2008 | 17h06

A cantora Madonna deixou de lado os planos de adotar mais uma criança da África ou da Índia. Segundo informou o tablóide britânico The People nesta segunda-feira, 8, a rainha do pop convenceu seu marido, o cineasta britânico Guy Ritchie, de trazer uma criança do Brasil.   Veja também: Turnê da cantora Madonna confirma novo show no Rio Em Roma, Madonna dedica 'Like a virgin' ao papa Guy Ritchie fala em Londres de seu filme 'RockNRolla' Especial: A controversa Madonna    De acordo com a publicação, Madonna está consultando seus conselheiros espirituais da Cabala sobre a adoção. A cantora, que completou 50 anos em agosto, já tem um filho chamado David Banda, de três anos, que é do Malaui.   Uma fonte disse que a cantora "queria dar uma irmã para o David do mesmo país, mas isso não irá mais acontecer". Segundo o The People, Madonna já estava conhecendo uma menina do Malaui de três anos chamada Mercy James. "O Brasil já foi mencionado, mas Madonna ainda precisa fazer pedidos formais para as agências de adoção".   A diva pop, que está atualmente trabalhando na turnê mundial Stick & Sweet, pode desistir do processo de adoção de Mercy James por conta da burocracia. A avó da menina não quer que ela deixe o país para ir morar no Reino Unido.   Recentemente, em uma coletiva à imprensa para divulgação de seu mais novo filme, RockNRolla, Ritchie esquivou-se de responder à uma pergunta sobre uma possível adoção de mais uma criança por ele e Madonna. O cineasta disse que essas decisões eram sempre tomadas por ela.   A cantora chega ao Brasil com seu megashow em dezembro. No Rio, as apresentação serão nos dias 14 e 15, no estádio do Maracanã, e em São Paulo serão em 18 e 20, no estádio do Morumbi.

Tudo o que sabemos sobre:
MadonnaBrasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.