Madonna e Gucci se juntam para filantropia em Malauí

Madonna e Gucci serão os anfitriões de um evento com jantar, show musical e festa em 6 de fevereiro

Reuters,

16 de novembro de 2007 | 16h52

A cantora Madonna e a grife Gucci estão unindo forças para angariar dinheiro para órfãos de Malauí, onde desde o ano passado a popstar tenta adotar um menino. Madonna e Gucci serão os anfitriões de um evento com jantar, show musical e festa no dia 6 de fevereiro, para marcar a abertura da maior loja Gucci no mundo, em Nova York. Madonna disse que o evento vai beneficiar o Unicef (órgão da ONU para a infância) e uma ONG que ela ajudou a fundar em 2006, a Raising Malawi, voltada para os órfãos do país africano - muitos dos quais perderam os país vítimas de Aids. "Sou grata pela Gucci unir forças comigo para chamar a atenção para um país com milhões de crianças precisando desesperadamente da nossa ajuda", disse Madonna em nota. Ela e o marido, Guy Ritchie, enfrentam vários obstáculos na adoção do menino David Banda, de 13 meses, desde que o casal o retirou de Malauí, em 2006. Após a morte da mãe, David havia sido encaminhado pelo pai para um orfanato. O evento de Nova York deve arrecadar pelo menos US$ 2 milhões (R$ 4 milhões). Outras celebridades também atuarão como anfitriões da festa, entre elas Salma Hayek, Lucy Liu, Demi Moore e Gwyneth Paltrow.

Tudo o que sabemos sobre:
MadonnaGucci

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.