Madonna diz estar 'extasiada' com aprovação de adoção

Artista obteve a aprovação do tribunal depois que uma primeira sentença negou seu pedido

EFE,

16 de junho de 2009 | 14h12

Madonna disse estar "extasiada" depois da divulgação do veredicto da Corte Suprema de Malauí, que formaliza a adoção da menina de 3 anos Chifundo "Mercy" James, informou a revista US Weekly.

 

A cantora, que já tem um menino malauiano adotado em 2006, chamado David Banda, de três anos, poderá ficar legalmente com sua nova filha em meados desta semana.

 

"Estou extasiada. Minha família e eu queremos dividir nossas vidas com ela", disse a artista através de sua porta-voz, Liz Rosenberg.

 

A artista obteve a aprovação do tribunal depois que uma primeira sentença negou seu pedido, porque o processo de adoção exigia que os novos pais vivessem no país durante um período de até quase dois anos.

 

O fato Madonna ser divorciada e a reivindicação de posse do suposto pai biológico da menina foram motivos contrários à adoção.

 

"Estou extremamente agradecida à Corte Suprema por ter aprovado meu pedido de adoção da Mercy James", disse Madonna.

 

Os juízes de Malauí descartaram o requisito da residência temporária no país por considerá-lo "uma lei antiga".

 

"Seu passaporte está sendo preparado e Madonna e Mercy devem estar juntas na quarta-feira", indicaram fontes judiciais do país africano à US Weekly.

Tudo o que sabemos sobre:
MadonnaMercyadoção

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.