Madonna deixa Malauí com seu bebê adotivo

A cantora norte-americana Madonna deixou Malauí neste domingo, 22, depois de uma visita de seis dias focada em seu trabalho de caridade no empobrecido país do sul da África. Madonna, usando óculos escuros e carregando o menino malauiano de 1 ano que está em processo de adoção, embarcou em um jato particular no aeroporto de Lilongue no final de sua visita.Autoridades disseram que ela passou o sábado, 21, encontrando pessoas envolvidas nos trabalhos de caridade que ela iniciou em Malauí. Raising Malawi (Erguendo o Malauí), uma instituição de caridade co-fundada por Madonna, fornece comida, educação e serviços de saúde para 32 mil órfãos no país por meio de sete organizações comunitárias. Esta é a segunda visita de Madonna ao Malauí, seis meses depois que ela e seu marido, o diretor de cinema Guy Ritchie, assinaram os papéis para a custódia provisória da menino David Banda. David vai ficar com o casal por 18 meses na residência da cantora em Londres, antes da decisão do governo malauiano sobre a finalização da adoção.Grupos de direitos humanos acusaram Madonna de usar sua fama e riqueza para burlar as leis de adoção do país, mas a cantora insiste que está seguindo a lei. A porta-voz de Madonna refutou reportagens noticiando que a estrela norte-americana pretenda adotar uma segunda criança e disse que ela está se focando em seu trabalho de caridade no Malauí nesta visita. Na quinta-feira, Madonna visitou o orfanato Casa da Esperança onde David viveu, e onde testemunhas disseram que ele encontrou seu pai biológico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.