Madonna deixa Maláui após obter a custódia de um menino

A cantora Madonna e seu marido, o cineasta Guy Ritchie, saem durante a madrugada desta sexta-feira de Maláui, após obter a custódia de um menino de 1 ano, a quem adotaram durante uma visita de uma semana a vários orfanatos nesta empobrecida nação africana. Maláui é um dos países mais pobres do mundo, devastado pela aids.Em um comunicado, a porta-voz da cantora Liz Rosenberg confirmou os planos de adoção, mas disse que David não pôde sair com Madonna e Ritchie nesta sexta, porque os procedimentos legais para a adoção estão sendo finalizados, inclusive os trâmites de passaporte e visto para a criança.O avião particular da pop star decolou com um destino não definido, pouco antes das 4 horas da manhã, após uma espera de três horas na pista do aeroporto de Lilongwe. Não foi informada a razão do atraso.O subdiretor de Registro Civil, Thomson Ligowe, disse que o juiz Andrew Nyirenda "emitiu uma ordem provisória" permitindo que a cantora e seu marido obtenham a custódia de David.Segundo as leis do país, o processo de adoção internacional prevê um monitoramento por parte de funcionários do serviço social para atestar a habilidade do casal em cuidar da criança.O pai do menino, Yohame Bana, disse estar feliz pelo fato de a estrela pop ter querido adotar seu filho, cuja mãe morreu pouco após dar a luz. Acrescentou que a criança enfrentava riscos de enfermidades, fome e provavelmente morte prematura, sofridos por muitas crianças em um dos países mais pobres do mundo."São um casal adorável", disse Banda. "Ela me fez muitas perguntas. Ela e seu marido parecem felizes com David. Estou contente por ele. Madonna me prometeu que conforme ele cresça virá visitar-me". Banda, um agricultor, disse que Madonna, que tem dois filhos, carregou o menino no colo enquanto conversava.Madonna e Ritchie têm um filho, Rocco, de 5 anos, e a cantora tem uma filha mais velha, Lourdes Maria, de 9 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.