Madonna atribui vaias em Paris a 'alguns bandidos'

A cantora Madonna minimizou nesta segunda-feira notícias de que espectadores do seu recente show em Paris teriam vaiado e pedido o dinheiro de volta, e disse que esses incidentes foram causados por "alguns bandidos" na plateia.

Reuters

30 Julho 2012 | 17h47

"Infelizmente, no final do show, depois que eu deixei o palco, alguns bandidos que não eram meus fãs correram para o palco e começaram a atirar garrafas plásticas e a fingirem que eram fãs irritados", disse Madonna em seu site.

O show no teatro Olympia foi incluído de última hora na programação da turnê MDNA. Os ingressos foram oferecidos inicialmente a membros do fã-clube de Madonna, ao preço de 80 euros (quase 100 dólares), e se esgotaram em questão de minutos.

Ao final do show, alguns espectadores reclamaram do fato de o show ter durado apenas 45 minutos. Alguns vaiaram, e outros pediram o dinheiro de volta ao sair do teatro, com capacidade para 2.700 pessoas, e onde já se apresentaram ícones como Edith Piaf, Jacques Brel e os Rolling Stones.

"Os relatos da imprensa se focaram nisso e não no aspecto alegre da noite", disse Madonna em nota. "Mas nada pode levar embora ou arruinar esta noite tão especial para mim e os meus fãs. Quando olhei para a plateia, todo mundo que eu vi tinha um sorriso no rosto. Espero ter essa experiência maravilhosa outra vez."

(Reportagem de Christine Kearney)

Mais conteúdo sobre:
MUSICAMADONNAVAIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.