Madonna ataca a "fábrica" do showbiz

Depois da polêmica em torno de American Life, cujo clipe foi reeditado sob o impacto da guerra no Iraque, Madonna voltou à carga com críticas pesadas à indústria fonográfica. Em entrevista à revista britânica Q, a pop star criticou "estrelas fabricadas" pela indústria e os concursos de TV de caça talentos, culpando-os por "homogeneizar o cenário musical".Sobrou também para os executivos das gravadoras. Madonna disse que eles estão mais preocupados no potencial de venda de um músico do que em seu talento. Quanto à sua própria trajetória? "Eu cheguei em uma época diferente, antes da era dos poderosos mentores que organizam a caça a talentos, e que procuram uma mulher que tenha boa aparência e saiba cantar para logo em seguida inventar fórmulas para o mercado."Referindo-se a Christina Aguilera, Britney Spears e companhia, a cantora disse não duvidar de que possam se desenvolver, e crescer, "mas realmente não sei onde vamos parar neste mundo. Está tudo homogeneizado". A pop star, que desde o início de sua carreira sempre tirou proveito de sua própria imagem, junta-se agora ao time de Elton John e George Michael, que recentemente vêm marcando uma posição agressiva em relação à indústria fonográfia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.