WILTON JUNIOR/ESTADÃO
WILTON JUNIOR/ESTADÃO

Lulu Santos critica 'conceito da família' e faz 'sessão nostalgia'; veja 5 momentos

'O amor é oportunidade, não importa cor, credo, sexo ou idade', disse o músico na noite de sábado, 26, no Rock in Rio

Pedro Antunes , O Estado de S. Paulo

26 Setembro 2015 | 20h18

Em pleno Palco Mundo, na noite deste sábado, 26, Lulu Santos usou a música Sócio do Amor para criticar a aprovação do conceito de família como união entre homem e mulher aprovada pela Comissão Especial do Estatuto da Família na última quinta-feira, 24. Ele o público cantaram os versos: "O amor é oportunidade, não importa cor, credo, sexo ou idade. Eu disse sexo ou o que for".

O músico trouxe seus maiores hits para o Rock In Rio, e tudo funcionou como  esperado. Lulu canta do amor, marcou décadas seguidas e tem clássicos para enfileirar por horas. Mesmo que a voz dele esteja um fiapo e os novos arranjos causem estranhamento. 

Veja 5 motivos que fazem de Lulu Santos o rei da "sessão nostalgia": 

1. Toda a Forma de Amor 

Canção abriu a apresentação de Lulu Santos. Vieram os instrumentos e, quando Lulu soltou a voz, o Palco Mundo voltou dos mortos, depois de um dia morno e vazio na última sexta-feira, 25, quando Slipknot, Mastodon e Faith No More passaram por aqui. 

2. Assim Caminha a Humanidade 

Faixa que tocou exaustivamente na novela teen Malhação caiu muito bem no terreno nostálgico criado na Cidade do Rock.  

3. Medley de  Um Certo Alguém e Último Romântico 

"Me dá um beijo e então aperta a minha mão". "Se é loucura é melhor então não ter razão". Os versos da última canção do medley, cantados à plenos pulmões pela plateia, dão voz ao amor sem medo, sem freio, sem barreira. Nesse assunto, Lulu Santos é craque. 

4. Novos arranjos e dúvidas 

Todas as canções, hits do pop brasileiro, ganharam novas roupagens, numa tentativa clara de rejuvenescê-las. Só que elas perderam as características que as fizeram famosas. Por exemplo, Condição e Tudo Azul demoraram para pegar.

5. Ninguém pareceu ligar para a falta de voz do Lulu Santos 

Impressionou o caco que é a voz de Lulu Santos atualmente. Um fiapo que ele tenta esticar até o limite do possível, avança até a rouquidão e não chega ao lugar que gostaria. O Rei da Nostalgia, contudo, não é avaliado pelo hoje. E, sim, pelo passado. Então está tudo certo. 

Mais conteúdo sobre:
Rock in RioCulturaMúsica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.