Lulu Santos: 47 anos de boa forma musical

A passagem do tempo deixou grisalhos os cabelos do carioca Luiz Maurício Pragana dos Santos, o Lulu Santos, de 47 anos. Ele se tornará avô no próximo mês, completa 25 anos de carreira, e, no entanto, seu último CD, o 17º de sua carreira, o Acústico MTV, traz o mesmo frescor do hitmaker responsável pela trilha sonora de muitos verões dos anos 80. Nas apresentações de hoje, amanhã e domingo, no Directv Music Hall, Lulu faz uma retrospectiva de seus rocks, boleros, baladas românticas e mostra sua atual produção, um material que promete deixar muitos grupos pops atuais se corroendo de inveja. "O fato de você poder organizar um roteiro que inclui o melhor de todos os discos anteriores é bacana para se por em perspectiva a obra todae fazer a conexão entre coisas que antes poderiam ter parecido antagônicas como o pop-rock de Toda Forma de Amor, o bolero Como uma Onda (parceria com Nelson Motta), a balada Certas Coisas e números mais balanceados tipo Aviso aos Navegantes e Assim Caminha a Humanidade", diz o compositor. "Além disso, não poderia deixar de usar a oportunidade para mostrar as coisas novas", completa Lulu, que há cinco anos revelou estar cansado de apresentar os mesmos hits, do processo de entrar para o estúdio e sair com coisas novas e de dar entrevistas. A auto-crítica ocorreu após Lulu ser escolhido como alvo preferido da imprensa que não o perdoava do crime de fazer canções de apelo radiofônico. "Me sentia como uma caricatura de mim mesmo. Foi terrível. Hoje superei esta fase. Estou superfeliz com o trabalho atual, quase que caseiro. Acho que aprendi a ser uma pessoa do show bizz mais centrada. Minha relação com meu trabalho e com meu público (ou até a falta dele) passaram a ser parecidas com a postura da Rita Lee", completa o autor de Tempos Modernos. Lulu também chegou a dizer há alguns anos que se sentia uma marionete pop, com a responsabilidade de agradar um público ávido por músicas enlatadas. "Mas me recuso a ser um salvador da pátria." 500 mil cópias - Gravado em apenas duas noites, no Pólo de Cinema e Vídeo de Jacarepaguá, dentro da série acústica da MTV, o atual CD - o segundo ao vivo de sua carreira (o primeiro é Amor à Arte, de 1988) - já vendeu 500 mil cópias. O CD é duplo e desdobrado em dois discos simples, para quem quiser comprar um só. A banda que acompanha Lulu no show de hoje, tem o sugestivo nome de All Star e é a mesma que o acompanhou na gravação do CD. PC nos sax, flautas e vocais, André Rodrigues no baixo acústico, Alex de Souza nos teclados e harmonium, Chrsitian Oyens nos violões, bandolim e xilofones, Armando Marçal na percussão e Chocolate na bateria."Eles conseguiram os timbres diferentes na gravação. O resultado foi absolutamente o que esperava. Usaram xilofone e violão dialogando com flautas e com o som de fole do harmonium, uma espécie de acordeom de mesa." No roteiro estão as 24 canções do Acústico e ainda delícias como Último Romântico, De Repente Califórnia, Um Certo Alguém, as inéditas Made in Brasil - já tocado à exaustão nas FMs nacionais e a "hitchcockiana" Janela Indiscreta - das atuais, a preferida de Lulu. O show também terá homenagens a companheiros de viagem como Rita Lee. "Dela, escolhi Agora Só Falta Você." Show ´Acústico MTV´, de Lulu Santos, no Directv Music Hall (Alameda dos Jamaris, 213, Moema, telefone: 5643-2500). Hoje e amanhã (22 h) e domingo (20 h). Ingressos: de R$ 20 (pista) a R$ 55 (camarotes).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.