Luis Miguel é o grande vencedor do Grammy Latino

O romântico cantor mexicano Luis Miguel é o grande vencedor da 1ª edição do Grammy Latino, que terminou ainda há pouco em Los Angeles, Estados Unidos. O cantor venceu as categorias Melhor Álbum do ano e Melhor álbum pop do ano, com Amarte és um Placer e melhor performance pop masculina, com a música Tu Mirada. Carlos Santana acumulou mais dois prêmios para seu multipremiado álbum Supernatural. O guitarrista faturou as categorias de melhor gravação do ano pela música Corazón Espinado, em que toca ao lado do grupo de rock hispânico Maná, e melhor interpretação instrumental pop, pela faixa El Farol. A Revelação do Ano foi Ibrahim Ferrer, que desbancou a brasileira Ivete Sangalo na disputa. A categoria Canção do ano ficou para Dímelo (I Need to Know), de Marc Anthony. A colombiana Shakira, uma das favoritas deste Grammy Latino 2000, faturou apenas a categoria melhor performance vocal pop feminina, com Ojos Así. O Maná, que já tinha faturado o prêmio de melhor gravação do ano por Corazón Espinado, venceu, com a música Se Me Olividó Otra Vez, a categoria Melhor Performance Vocal Pop de Dupla ou Grupo. Os brasileiros não foram bem nesta 1ª edição do Grammy Latino. Caetano Veloso, com o álbum Livro, concorria na categoria melhor disco do ano; Zizi Possi, na categoria melhor interpretação vocal feminina, por Meu Erro, de Herbert Vianna; Ivan Lins, em Melhor performance instrumental pop pela trilha sonora de Dois Córregos, filme de Carlos Reichenbach; e Milton Nascimento ao lado de Andreas Vollenweider, por Cor do Som, em melhor performance vocal pop de dupla ou grupo, mas não faturaram nenhum prêmio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.