Lucy Vianna, uma inglesa bem brasileira

Seguia o ano de 1991. Lucy Needham, jornalista da rede de televisão inglesa BBC de Londres, desembarcou no Rio de Janeiro com a missão de descobrir a música jovem produzida no Brasil, para um documentário de turismo Rough Guide. Um dos grupos escolhidos pela jornalista foi justamente Os Paralamas do Sucesso, fazendo com que Lucy e Hebert Vianna tivessem seu primeiro encontro. A paixão foi imediata, mas Lucy tinha um documentário para fechar, morava com a família e o romance acabou esperando alguns meses até que Lucy retornasse ao Brasil. O casamento aconteceu em 1992. Luca, o primeiro filho do casal, nasceu neste mesmo ano. Vieram mais tarde as meninas Hope, de 5 anos e Phoebe de um ano e meio.O casamento e os três filhos não paralisaram a vida profissional desta inglesa. Lucy trabalhou em projetos como o Programa Legal, de Regina Casé, exibido pela Rede Globo, e o evento Opera Mundi, no Maracanã. No Centro Cultural Banco do Brasil, Lucy produziu, entre outras coisas, o Café Eletrônico, que reuniu artistas do mundo inteiro via Internet. Lucy, na opinião dos amigos, era uma brasileira. Até na alma. Apaixonada pela música brasileira, criou com Roberta Brunhero a produtora Quizumba, responsável pelo lançamento de bandas como Penélope e Pedro Luis e a Parede. Nas viagens a lugares exóticos, Lucy e Hebert sempre levavam os três filhos a tiracolo. Chegou a escrever um livro, Viajando com as Crianças - Um guia para pais de primeira viagem, com dicas práticas de viagens com crianças. Apaixonada pelo Brasil, Lucy gostava de descobrir novidades pelo País. Foi assim que chegou a Félix Farfan, artista plástico do Recife que assinou a produção visual do último disco de Herbert, O Som do Sim. Sempre teve o carinho e a admiração pública do marido, que a chamou de supermulher em uma entrevista concedida à revista Marie Claire do mês passado. Lucy deixou, na memória dos amigos, a imagem de uma mulher apaixonada pela vida, pelo trabalho e pelos filhos.

Agencia Estado,

07 de fevereiro de 2001 | 20h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.