Patrick Freitas/Estadão
Patrick Freitas/Estadão

Lollapalooza: Último show inicia com homenagem a Taylor Hawkins

Imagens do baterista em shows antigos foram exibidas em telão e emocionaram plateia; Foo Fighters foi substituído por Emicida, Planet Hemp e outros nomes do rap

Patrick Freitas, Especial para o Estadão

27 de março de 2022 | 21h34

Taylor Hawkins, baterista do Foo Fighters morto na última sexta, 25, aos 50 anos de idade, recebeu uma homenagem antes do show de encerramento do palco principal do Lollapalooza Brasil na noite deste domingo, 27. Enquanto vídeos do músico eram mostrados, foi possível presenciar diversas pessoas chorando entre o público.

Perry Farrell, criador do Lollapalooza, gravou um vídeo emocionado falando sobre a amizade que tinha com Taylor. "Ele era tão puro, tinha um coração tão puro... Ele era obecado por música e por bons sons". Depois, Etty Lau Farrell, mulher do baterista, compartilhou o último áudio enviado por Taylor: "Se cuidem, eu amo muito vocês."

Após os depoimentos, os telões do palco Budweiser reproduziram vídeos de Hawkins cantando Bohemian Rhapsody, do Queen, e momentos de shows com Taylor na percussão. 

Às 20h54 Emicida entrou no palco e deu início à apresentação junto à longa lista de cantores que substituirão o Foo Fighters por cerca de duas horas, como Planet Hemp, DJ Nyack, DJ KL Jay, Criolo, Bivolt, Drik Barbosa e Rael, além de Mano Brown e Ego Kill Talent.

* Colaborou Ana Lourenço


Tudo o que sabemos sobre:
LollapaloozaTaylor Hawkins

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.