Lobão mostra produção recente em São Luís

Lobão mostra hoje, no Festival Internacional de Música em São Luís, no Maranhão, um pouco do que vem produzindo como músico, já que das últimas vezes em que apareceu no noticiário foi como o feroz defensor da numeração de CDs. Ele destaca duas músicas inéditas, Oração da Saudação e Você e a Noite Escura, que fazem parte do CD que ainda não tem data para chegar às bancas. ?Estou em uma fase muito produtiva, produzindo a partir de um som mais cru?, diz o cantor. A fase produtiva se estende também à publicação de uma revista, que vai servir para lançar CDs independentes.O próximo disco de Lobão, que deve levar o título Canções Dentro da Noite Escura, vai incluir músicas feitas em cima de letras inacabadas de Cazuza, como Moça do Centro e A Seda. Ele promete lançar em novembro a revista Universo Paralelo, que, espera, terá 80 mil exemplares, cada um com um CD acompanhando. ?Será mensal e acompanhará um CD, o primeiro será o Benegão, com seu hip hop poderoso. Recebi mais de 4 mil CDs e quero trabalhar no lançamento deles.? Esse ano o primeiro trabalho solo de Lobão está completando 20 anos. Cena de Cinema chegou à Rádio Fluminense como uma precária fita cassete, mas chamou atenção da gravadora RCA, que lançou o disco. Depois, o cantor formou a banda Lobão e Os Ronaldos. O segundo trabalho trazia uma das músicas de maior sucesso da década de 80, Me Chama. ?Aliás, foi nessa época que começou minha briga pela numeração dos CDs, que não é recente?, ressalta Lobão, que acredita em um final próximo nessa questão. Seu próximo disco terá uma homenagem a Cássia Eller, com a canção Boa noite Cinderela.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.