Stephan Solon/Divulgação
Stephan Solon/Divulgação

Little Joy faz festa no encerramento da turnê brasileira

Banda de Amarante, Moretti e Binki Shapiro se apresentou no sábado, 15, em São Paulo

Jair Stangler, do estadao.com.br,

16 de agosto de 2009 | 15h55

A vibração do público já nos primeiros acordes de 'No one's better shake', a música de abertura, deixava claro que o show em São Paulo era jogo jogado para o Little Joy. Virou festa.

 

A banda formada por Rodrigo Amarante (Los Hermanos), Fabrizio Moretti (Strokes) e pala cantora Binki Shapiro se apresentou para 4.500 pessoas na noite deste sábado, 15, no Via Funchal em São Paulo, encerrando a turnê brasileira após apresentações em Porto Alegre e no Rio de Janeiro nas noites anteriores. Os músicos Todd Dahlhoff (baixo), Matt Borg (guitarra) e Matt Romano (bateria) completam o grupo.

 

Esta é a segunda vez que a banda se apresenta em São Paulo. No começo do ano, o grupo já havia feito três shows na The Clash. O repertório trouxe as músicas do primeiro disco da banda, Little Joy, e também algumas músicas novas, como All the hours e I agree with your face, que mostraram uma levada mais roqueira que o primeiro disco, que tinha uma pegada mais folk e bossa nova.

 

As covers de Midnight Voyage, de The Mamas and The Papas, e Procissão, de Gilberto Gil, também foram destaques da noite.

 

O trio se mostrou bastante à vontade no palco, com os músicos fazendo afagos na plateia. "O show do Rio foi bom, mas não se compara com esta noite", afirmou Amarante, o maestro da festa. "É muito legal estar aqui", disse Moretti.

 

O cantor Adam Green e a banda The dead trees, que abriram para o Little Joy, não decepcionaram e empolgaram o público do Via Funchal. O primeiro mostrou uma sonoridade entre o folk e o rock clássico; o segundo também tinha uma levada de folk, mas soando mais indie - lembrou um pouco o Pavement.

 

No final, o Little Joy chamou ao palco os músicos que abriram o show e, com o público cantando junto, encerraram a festa ao som do hit Brand New Start.

 

Foto: Stephan Solon/Divulgação

 

Confira o repertório do show:

No one's better shake

How to hang a warhol

Unattainable

Shoulder to shoulder

All the hours

Midnight voyage

With strangers

I agree with your face

Sambabylon

Next time around

Don't watch me dancing

Keep me in mind

Evaporar

Procissão

Brand new start

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.