Danny Moloshok/Reuters
Danny Moloshok/Reuters

Lindsay Lohan paga fiança e ordem de prisão é retirada

Juíza convoca atriz após relatos de que a pulseira que detecta uso de álcool ter soado na festa da MTV

09 de junho de 2010 | 15h44

LOS ANGELES - A atriz norte-americana Lindsay Lohan se livrou, pagando fiança, da ordem de prisão emitida contra ela por violar os termos de sua liberdade, segundo relatos de que no domingo soou o alarme de sua pulseira que detecta o uso de álcool, segundo informa a agência France Press.

 

A juíza Marsha Revel emitiu uma ordem de prisão na terça, 8, quando convocou em caráter de emergência a advogada da atriz e os promotores da Corte Superior de Beverly Hills.

 

O alarme da pulseira que a atriz usa há duas semanas foi ativado na noite de domingo, quando Lindsay assistia à entrega dos prêmios do MTV Musica Awards, segundo o jornal Los Angeles Times.

 

A ordem de prisão foi retirada logo após um homem de confiança de Lindsay ter pago 10% da fiança fixada em US$ 200 mil.

 

Shawn Chapman Holley, a advogada da atriz, foi convocada na terça pela juíza depois de várias publicações divulgarem que o alarme SCRAM soou na noite de domingo.

 

A jovem atriz havia sido obrigada em 24 de maio pela mesma juíza a usar a pulseira que controla o consumo de álcool após faltar a uma audiência na corte. Lindsay disse no Twitter que não fez nada para desativar o dispositivo nem ativar seu alarme.

 

"O SCRAM não foi retirado. É fisicamente impossível, considerando que não tenho nada para tirar isso", escreveu a atriz de 23 anos. "Todas essas falsas reportagens estão absolutamente equivocadas".

 

Lindsay renovou seus problemas com a Justiça dos EUA no final de maio ao faltar à audiência relacionada à sua condenação por dirigir embriagada em 2007.

 

A atriz terá que comparaecer a uma nova audiência em 6 de julho em Beverly Hills.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.