Limp Bizkit é processado pelos próprios fãs

Um grupo de 172 fãs que compareceu a um show do Limp Bizkit em julho em Chicago abriu processo judicial contra a banda na quarta-feira, alegando que o show durou 17 minutos quando deveria durar uma hora e meia. De acordo com o site de música inglês NME, os fãs querem de volta os US$ 25 que correspondem à parte do Limp Bizkit na noite. O que parece pouco pode se tornar uma fortuna, uma vez que todos os 40 mil espectadores daquele show poderão exigir o dinheiro de volta se os 172 ganharem a causa. Mas a questão não termina no fim prematuro da apresentação. Os fãs também alegam que o cantor do Limp Bizkit, Fred Durst, disse uma série de insultos contra gays e a cidade de Chicago e ainda desafiou gente da platéia para uma briga antes de deixar o palco.O caso é muito parecido com o ocorrido com a banda Creed, no começo do ano. Naquela ocasião, os fãs perderam a causa, mas sua alegação era sobre a qualidade do show, que consideraram abaixo do padrão. Desta vez o fim do caso pode ser outro, já que o que está em jogo é a duração do show do Limp Bizkit.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.