Líder do The Who faz alerta contra fones de ouvido

O guitarrista do The Who, Pete Townshend, lançou um alerta aos fãs de música quanto aos riscos à saúde do uso constante de fones de ouvido. O músico, de 60 anos, disse que seus problemas de audição foram causados pelos fones de ouvido que usava em estúdios de gravação, e não pelo volume alto dos shows ao vivo."Sem me dar conta, ajudei a inventar e refinar um tipo de música que torna seus praticantes surdos", escreveu Townshend no seu website."Meus ouvidos estão zumbindo, em alto volume", disse ele. "Esse tipo de dano foi causado pelo uso de fones de ouvido em estúdios de gravação, não por ter tocado alto ao vivo."Anos 70Townshend, que está preparando uma nova turnê e gravando um novo álbum com The Who, descobriu que tinha "prejudicado seriamente" sua audição nos anos 70.Ele contou que está tendo que tirar pausas de 36 horas para "descansar" os ouvidos durante as gravações do novo álbum do The Who, com seu colega Roger Daltrey.Ele chamou as pausas de "frustrantes e agonizantes, mas compulsórias". Townshend disse que o ex-baixista do The Who, John Entwistle, falecido em 2002, também sofria de problemas de audição. Entwistle teria tocado "fora de ritmo" em um show em 2000 porque não conseguia ouvir direito. "Surdez é uma condição séria que não pode ser curada", disse Townshend. Ele disse que o uso de fones deve aumentar, já que "o computador hoje é o centro de nossas vidas". "O problema é que, por respeito aos familiares ou colegas de trabalho, usamos fone de ouvido toda vez que acessamos um arquivo de som."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.